Criptos:

109

Exchanges:

10

Carteiras:

109

Capitalização de Mercado:

$2,288,997,093,709

Volume 24h:

$32,426,372,987

DeFI

Compartilhar nas redes sociais

O que significa DeFI em termos de criptomoedas?

DeFi, abreviação de Finanças Descentralizadas, refere-se a um movimento e ecossistema em rápido crescimento que tem como objetivo recriar sistemas e serviços financeiros tradicionais usando tecnologias descentralizadas, especialmente blockchain e contratos inteligentes.

As aplicações DeFi operam em blockchains públicas, como Ethereum, e visam fornecer acesso aberto, inclusivo e sem permissões a serviços financeiros, sem a necessidade de intermediários como bancos ou instituições financeiras. DeFi engloba uma ampla variedade de aplicações financeiras descentralizadas e protocolos que oferecem funcionalidades semelhantes a instrumentos financeiros tradicionais. Essas aplicações incluem exchanges descentralizadas (DEXs), plataformas de empréstimos e empréstimos, farming de rendimento, gestão de ativos, stablecoins, derivativos e muito mais.

Os princípios-chave subjacentes ao DeFi são transparência, interoperabilidade e composabilidade. As aplicações DeFi geralmente são construídas usando contratos inteligentes de código aberto, permitindo que qualquer pessoa revise e verifique o código. A interoperabilidade permite que diferentes protocolos DeFi se integrem e interajam entre si, criando um ecossistema financeiro conectado e contínuo.

Composabilidade refere-se à capacidade de combinar diferentes blocos de construção DeFi para criar novos produtos ou serviços financeiros. As aplicações DeFi utilizam contratos inteligentes para automatizar e executar transações financeiras e acordos, eliminando a necessidade de intermediários. Por exemplo, em plataformas de empréstimo descentralizadas, indivíduos podem emprestar ou tomar emprestado fundos diretamente de outros participantes usando contratos inteligentes, que automatizam o processo de empréstimo e pagamento com base em termos e condições predefinidos.

Uma das vantagens significativas do DeFi é seu potencial para fornecer serviços financeiros a indivíduos que podem não ter acesso a serviços bancários ou que são mal atendidos pelos sistemas financeiros tradicionais. As aplicações DeFi permitem que qualquer pessoa com uma conexão à internet acesse serviços financeiros, independentemente de sua localização geográfica ou histórico. No entanto, é importante observar que o DeFi ainda é um espaço emergente e em rápida evolução, e vem com seus próprios riscos e desafios. Esses desafios incluem vulnerabilidades em contratos inteligentes, riscos de segurança, volatilidade de mercado, incertezas regulatórias e a necessidade de educação do usuário e práticas financeiras responsáveis.

Em resumo, DeFi refere-se ao movimento e ecossistema que tem como objetivo recriar sistemas financeiros tradicionais usando tecnologias descentralizadas como blockchain e contratos inteligentes. Ele oferece acesso aberto e sem permissões a uma ampla gama de serviços e instrumentos financeiros, sem a necessidade de intermediários. DeFi promove transparência, interoperabilidade e composabilidade, permitindo que os indivíduos participem de um ecossistema financeiro global e inclusivo. No entanto, é importante abordar o DeFi com cautela e conhecimento dos riscos associados.

Você achou este termo claramente definido?

Sim

Não

Explore Outros Termos de Criptomoedas

dApp

Uma dApp, abreviação de Aplicativo Descentralizado, refere-se a um aplicativo que opera em uma rede descentralizada, geralmente uma blockchain.

Leia Mais

DAO

DAO, ou Organização Autônoma Descentralizada, refere-se a um tipo de organização ou entidade que opera por meio de contratos inteligentes em uma blockchain, com decisões tomadas coletivamente por seus participantes, em vez de uma autoridade central.

Leia Mais

Consenso

Consenso, no contexto de sistemas distribuídos como blockchain, refere-se ao acordo coletivo entre participantes sobre a validade e a ordem de transações ou alterações no estado do sistema.

Leia Mais

Criptomoeda

Criptomoeda refere-se a uma forma digital ou virtual de moeda que depende de técnicas criptográficas para segurança e opera em redes descentralizadas chamadas blockchains.

Leia Mais

DEX

Um DEX, abreviação de Exchange Descentralizada, refere-se a um tipo de exchange de criptomoedas que opera em uma rede descentralizada, tipicamente utilizando tecnologia blockchain.

Leia Mais

Dividendos

No espaço cripto, dividendos são um conceito menos comumente associado a criptomoedas em comparação com ações tradicionais.

Leia Mais

DYOR

DYOR é um acrônimo que significa 'Do Your Own Research' (Faça sua própria pesquisa). É uma frase comumente usada na comunidade cripto e serve como um lembrete para que as pessoas conduzam pesquisas e due diligence abrangentes antes de tomar qualquer decisão de investimento ou financeira.

Leia Mais

Exchange

No contexto financeiro, uma exchange refere-se a uma plataforma ou mercado onde vários ativos, como criptomoedas, ações, commodities ou moedas fiduciárias, podem ser comprados, vendidos ou negociados.

Leia Mais